Curta e Siga


Paralisia Facial causa grande impacto social







A paralisia facial é um tipo de fraqueza da musculatura da face, que pode afetar diferentes extensões do rosto. Trata-se de um problema de saúde com grande impacto social, pois a pessoa acaba perdendo algumas expressões faciais.

Sinais e sintomas da paralisia facial

Alguns dos sintomas mais comuns da paralisia facial, independentemente de qual seja sua causa, são:

  • Dor no rosto.
  • Zumbido e dor no ouvido.
  • Dificuldade para piscar e fechar os olhos.
  • Hipomimia facial (diminuição ou ausência de expressões faciais).
  • Dificuldade de pronunciar algumas palavras, em especial aquelas com as letras P ou B.
  • Dificuldade para engolir.

Diante de um ou mais sintomas como esses, devemos procurar ajuda médica. A paralisia facial pode ocorrer em pessoas de qualquer idade, mas é mais comum nos adultos, pois eles tendem a ser mais afetados pelas diversas causas desse distúrbio.

O tratamento da paralisia facial geralmente envolve reabilitação com fisioterapia e fonoaudiologia para impedir que os músculos se contraiam de forma permanente. Nesse caso, pode ser necessária a realização de procedimentos cirúrgicos.

Os cuidados oftalmológicos também merecem atenção especial durante as paralisias faciais. Como os músculos das pálpebras podem ser afetados, a pessoa tende a ter dificuldade em piscar e lubrificar os olhos. Por isso, colírios específicos costumam ser receitados pelo médico.

Podem ocorrer alterações na fala, mastigação, deglutição, gustação, salivação e lacrimejamento, hiperacusia e hipoestesia no canal auditivo externo. Esteticamente, a desarmonia entre a mímica facial e a fala é constrangedora, não só para os sujeitos acometidos como para aqueles que os cercam. Portanto, esse acometimento causa distúrbios funcionais e estéticos importantes para o indivíduo.

A deformidade facial e os movimentos involuntários e indesejáveis, comuns após o estabelecimento das sequelas, mais do que prejudicar a estética e a funcionalidade, podem interferir significativamente na comunicação interpessoal. Tal condição limita a expressividade do indivíduo, acarretando uma variedade de problemas psicossociais, como depressão, ansiedade, rejeição e paranóia


Dicas para Profissionais:
  • + de 70 ebooks de Fisioterapia na Neurologia
  • Curso de Agulhamento a Seco (Dry Needling)
  • Curso - Aprenda Auriculoterapia
  • Curso - Aprenda Ventosaterapia

  • Nos Siga nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Youtube . Adicione no grupo do Whatsapp

    Deixe seu comentário e nos marque(@Sua Saúde) pra gente ver:

    Nenhum comentário