Curta e Siga


Fisioterapia e Fonoaudiologia para Paralisia Facial








A paralisia facial é um tipo de fraqueza da musculatura da face, que pode afetar diferentes extensões do rosto. "Trata-se de um problema de saúde com grande impacto social, pois a pessoa acaba perdendo algumas expressões faciais"

A paralisia de Bell, doença descrita em 1981 pelo pesquisador escocês Charles Bell, é um tipo de inflamação que também pode causar paralisia facial. Acredita-se que essa doença seja provocada por um vírus específico da família herpes, que ao ser adquirido inflama os nervos da face, causando uma fraqueza nos músculos do rosto.  Isso desperta sintomas como fraqueza muscular, olhos e cantos da boca inchados, espasmos ou mesmo a paralisia muscular total. Os sintomas geralmente afetam apenas um lado do rosto.

O tempo da paralisia facial varia conforme a causa, o tipo de lesão do nervo, a idade do paciente, entre outros fatores. A paralisia de Bell, por exemplo, é momentânea e pode ser restabelecida sozinha em menos de seis meses. No entanto, qualquer tipo de paralisia facial exige cuidados médicos, e quanto mais rápido procurarmos ajuda, melhores serão as condições de tratamento.

Os cuidados oftalmológicos também merecem atenção especial durante as paralisias faciais. Como os músculos das pálpebras podem ser afetados, a pessoa tende a ter dificuldade em piscar e lubrificar os olhos. Por isso, colírios específicos costumam ser receitados pelo médico.

O tratamento da paralisia facial geralmente envolve reabilitação com fisioterapia e fonoaudiologia para impedir que os músculos se contraiam de forma permanente. Nesse caso, pode ser necessária a realização de procedimentos cirúrgicos.

O grau de recuperação da função do nervo facial depende da idade do paciente, do tipo de lesão, da etiologia, nutrição do nervo, comprometimento neuromuscular e terapêutica instituída. A recuperação da lesão do nervo facial pode acorrer em algumas semanas, até quatro anos. O tratamento da paralisia facial periférica requer abordagem médica, fisioterapêutica e fonoaudiológica. A fisioterapia é indispensável com o objetivo principal de restabelecer o trofismo, a força e a função muscular. Os recursos sugeridos pela literatura são: cinesioterapia, massagem e eletrotermoterapia.

O fonoaudiólogo que atua neste tipo de terapia, tem por objetivo assegurar a recuperação não só da mímica, permitindo ao paciente a movimentação harmoniosa de sua face e recuperação de suas expressõe, como também das funções exercidas pelo sistema sensório motor oral, como a fala e a deglutição.


Dicas para Profissionais:
  • + de 70 ebooks de Fisioterapia na Neurologia
  • Curso de Agulhamento a Seco (Dry Needling)
  • Curso - Aprenda Auriculoterapia
  • Curso - Aprenda Ventosaterapia

  • Nos Siga nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Youtube . Adicione no grupo do Whatsapp

    Deixe seu comentário e nos marque(@Sua Saúde) pra gente ver:

    Nenhum comentário