Prognóstico de recuperação de uma paralisia facial.






O curso natural da recuperação de uma paralisia facial varia da recuperação completa precoce à lesão substancial do nervo com sequelas permanentes (paralisia, por exemplo, persistente e sincinesias). Em termos de prognóstico, os pacientes podem dividir-se em três grupos:

Grupo 1 - Recuperação completa da função motora facial sem sequelas
Grupo 2 - Recuperação incompleta da função motora facial, mas sem alterações estéticas evidentes ao olho destreinado
Grupo 3 - Sequelas neurológicas permanentes que são esteticamente e clinicamente evidentes.

Cerca de 80-90% dos pacientes com paralisia facial recuperam sem alterações percetíveis dentro de 6 semanas a 3 meses. A utilização da escala de classificação Sunnybrook para a função do nervo facial 1 mês após a lesão tem sido sugerida como um meio de prever a probabilidade de recuperação.

A maioria dos pacientes que sofrem de paralisia facial tem um bloqueio de condução local do nervo ou neurapraxia. Estes pacientes têm geralmente uma recuperação rápida e completa do nervo. Pacientes com axoniotmese, com ruptura dos axónios, têm uma recuperação muito boa, mas em geral não é completa.

Pensa-se que os fatores de risco associados a um mau prognóstico em pacientes com paralisia facial incluem
  • Idade superior a 60 anos,
  • Paralisia completa;
  • Diminuição do paladar ou do fluxo de saliva, no lado da paralisia (geralmente 10 - 25% em comparação com o lado normal do paciente).
  • Outros fatores incluem dor na região auricular posterior e diminuição do lagrimejar.

Pacientes com 60 anos ou mais têm uma hipótese de recuperação completa de aproximadamente 40% e têm uma maior taxa de sequelas, enquanto que pacientes com menos de 30 anos têm uma hipótese de apenas 10-15% de recuperação incompleta e/ou sequelas a longo prazo.
Também quanto mais cedo se der a recuperação, menor a probabilidade de se desenvolverem sequelas, como resumido a seguir:

  • Se se der alguma recuperação da função nas primeiras 3 semanas, há maior probabilidade de a recuperação ser completa.
  • Se a recuperação começar entre 3 semanas e 2 meses, o resultado final é geralmente satisfatório
  • Se a recuperação não se iniciar até 2-4 meses após a lesão, a probabilidade de sequelas permanentes, incluindo paresia residual e sincinesias, é maior
  • Se não ocorrer a nenhuma recuperação 4 meses após a lesão, o paciente tem mais probabilidade de ter sequelas graves, que incluem sincinesia, lagrimejar sempre que há atividade dos músculos da face e, raramente, espasmo hemifacial.

A paralisia facial é recorrente em 4-14% dos pacientes. Pode ocorrer no mesmo lado ou no lado oposto. A recorrência é geralmente associada a história familiar de paralisia facial recorrente.

Pacientes com paralisia facial ipsilateral recorrente devem ser submetidos a ressonância magnética de alta resolução ou a tomografia computadorizada (TC) para descartar uma causa de recorrência neoplásica ou inflamatória (esclerose múltipla ou sarcoidose por exemplo). A ocorrência recorrente ou bilateral pode sugerir miastenia gravis.

Prognóstico de recuperação de uma paralisia facial. Prognóstico de recuperação de uma paralisia facial. Editado por saude.chakalat.net on 04:42 Nota: 5

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger.